12 outubro 2013

Crianças = lições de vida

|


Crianças me despertam uma admiração muito grande pela forma que elas vivem. Apesar delas terem algumas falhas, nada se compara às grandes lições que elas nos dão se pararmos para observá-las por apenas alguns minutos. Tenho uma priminha, e foi ela que me inspirou a escrever sobre isso. 

Com ela e com outros pequeninos, aprendi a admirar a forma deles de ser pelos gestos mais simples e que passam despercebidos. Um exemplo: Quem nunca andando na rua já recebeu o sorriso de uma criança desconhecida? Lembro-me do meu primo; quando andávamos na rua, vivia arreganhando os dentes para qualquer um que passasse. Ele até se arriscava em dizer: Olá! Através desses pequenos sorrisos, vem nossa primeira lição! Você anda na rua o dia inteiro, rodeado de pessoas para lá e para cá, entra e sai de estabelecimentos, fila de banco ou qualquer outra coisa. Quantos sorrisos verdadeiros e espontâneos você recebe? Se recebeu alguns, certamente pode se contar nos dedos. Nós, quando crescemos, esquecemos o quão bom é poder estar rodeado de pessoas simpáticas, espontâneas e positivas e ser uma dessas pessoas também.

Agora mudando um pouco o foco. Observei e não é novidade para ninguém, que quando as crianças querem alguma coisa, elas choram, batem o pé, se jogam no chão, fazem qualquer drama para conseguirem o que tanto desejam. E as vezes nem querem TANTO assim, mas elas gostam de sentir o gostinho de: "O que eu quero, eu consigo". Vai dizer que você não já disse: "deixa para lá" mais de 1500 vezes. Já deve ter cansado de ver algum amigo entregando o jogo, pelo simples fato de não querer batalhar pelo o que almeja. Nós aos poucos perdemos essa essência de persistir até conseguir o que queremos. Claro que não é preciso chorar, espernear igual a eles, até porque já estamos bastante grandinhos. Mas não custa nada tentar mais vezes, buscar informações, fazer sacrifícios, se esforçar! Pois então, mais uma lição: Lute e corra atrás do que você quer!

E para o texto não ficar mais longo do que já está, a terceira lição: viva a sua vida como se ninguém estivesse te olhando! Calma, não estou dizendo para sair fazendo qualquer doideira. Mas para viver com menos timidez, menos: "o que eles vão pensar" ou "eles devem me achar louca (o)". Quantas pessoas tem vergonha de parar no meio da rua e tirar uma foto em um lugar que tanto queria?  Ou então deixou de dançar só porque não tinha ninguém dançando. Ou não teve coragem de usar aquela roupa que tanto queria com medo do que pudessem julgar. Olhe para as crianças e aprenda: Elas não se importam se o que estão vestindo combina ou não, se está na moda, não importa! Pulam, brincam, dançam gritam, em qualquer lugar, sem se intimidarem com os olhares alheios. Elas simplesmente vivem suas vidas!

Enfim, acabamos de ler um manual do: "viva sua vida como se você tivesse 3 anos", que tal levar mesmo a sério isso de não levar as coisas tão a sério? Bora sorrir, cantar, pular, zoar, vamos ser feliz!



0 comentários:

Postar um comentário

T