02 outubro 2013

Fugindo da Prisão

|
Olá, sou a mais nova colunista do blog Nada Over a convite da Layssa e vou estrear com uma das minhas cronicas. Semana que vem pretendo trazer uma resenha de livro e alternar entre uma cronica e uma resenha. Espero que gostem.

Alguma coisa está acontecendo. Eu sinto algo impedindo meu caminho. Eu posso ver. Não consigo sair do lugar. Não quero ficar parada aqui. Sinto como se estivesse nadando em meio a ondas furiosas. E não conseguisse respirar. Você não gosta quando eu discordo de você. Mas tenho que ter minha própria opinião.As mentiras que você está contando estão mudando as coisas. Elas não convencem mais ninguém. Nem tudo que pensamos que é bom realmente é. Agora sei que me sinto melhor sem você por perto. Não há ninguém para me chutar para ainda mais baixo. Ninguém para quebrar minhas pontes e dizer que eu não sou boa o suficiente. 

Vejo você caminhando ao longe, não sei pra onde está indo. Parte de mim quer te acompanhar, saber para onde vai. Mas a outra parte sabe que deve te deixar andar, então continue andando. Não olhe pra trás, com cara de inocente. De inocente você nunca teve nada. Você nem sequer se preocupou quando usou aquelas palavras contra mim como se fossem facas me cortando aos poucos. não me diga que não sabia o que estava fazendo, porque você parecia bem certo, tão seguro de si, forte como pedra.

Eu não estou aqui nesse momento para te fazer se sentir bem. Não estou aqui para te consolar e te dar apoio como eu sempre fiz. Não vou secar suas lágrimas, não vou pedir desculpas. Não serei aquela que sempre cede. Que sempre tem que se sentir mal e se desculpar por algo, mesmo que a culpa não tenha sido inteiramente dela. Eu me sinto muito melhor agora. Você pode duvidar do que quiser. Não preciso provar nada para ninguém além de mim.

Você esteve sussurrando no meu ouvido, aquela mesma canção, que sempre me envolveu, sempre me encantou durante um longo tempo. Você não diz muito, não quer admitir. O quanto foi idiota. O seu grande ego te impede de set alguém que ainda valha a pena.Eu estive de olhos fechados, vivendo uma doce ilusão. Crendo que alguma coisa algum dia mudaria. Mas as coisas nunca realmente chegaram a mudar.Eu estive acordada porque queria estar de olhos abertos pra te ver finalmente embora. Eu precisa lembrar disso, cair na real. Sair desse pesadelo disfarçado de sonho. Você continuo fazendo listas, procurando meios de continuar me prendendo.

Eu estarei feliz revendo todos os meus erros e lutando para não cometê-los novamente. Decore todas as suas falas ensaiadas, nada do que você me disser, vai me fazer mudar de ideia agora. Eu estava há tempos planejando isso. Planejando minha fuga. E agora eu consegui. Não volto de jeito nenhum para essa prisão.

Blog  Fan Page do Blog

0 comentários:

Postar um comentário

T