01 agosto 2016

A Importância de ser você

|

Isso ta martelando na minha cabeça a umas semanas e precisava ser compartilhado e eu escolhi que seria você. Se chegaste até aqui é porque se interessou, mas já avisando que é um desabafo, essa é a hora que você decide se fica ou vai embora!!

Vamos a parte que deixamos de lado ou melhor deixamos de fazer, me peguei pensando em quantas vezes eu não fiz algo que eu gostaria de ter feito, simplesmente com receio do que os outros iriam pensar. Isso é tão babaca! O que é mais importante ser feliz fazendo o que você gosta ou simplesmente imaginar o que os outros vão pensar ao seu respeito ?. Você não está prejudicando e nem interferindo na vida de ninguém e ainda sim pensa no que os outros vão pensar. Isso é coisa  de maluco ou simplesmente cultura do país que vivemos. Aposto que criança você já ouviu alguma coisa dos seus pais: não vista essa roupa, porque os vizinhos vão pensar que você e desleixado. Aposto que sim,  mas pow talvez aquela roupa seja a roupa que você mais gosta, aquela que lhe proporciona o melhor conforto, talvez aquela roupa que lhe deixa mais confiante, que você se sinta mais atraente, mas infelizmente nessa época quem apitava por ultimo era sua mãe e você foi la e mudou a roupa para agrada-la e também tirar essas ideias erradas sobre o que o vizinho pensaria.

Fico pensando, poxa eu poderia ter me sentindo melhor em muitos eventos simplesmente usando a roupa que eu queria, que eu me sentiria bem, resolvi vestir aquilo que os vizinhos vão achar bonito e interessante. Depois que eu refletir muito, eu resolvi parar de entrar em pensamentos alheios e usar o que eu gosto e me sinto bem e ponto.

Muitas vezes deixamos de vestir, se comportar e falar coisas, simplesmente porque você tem medo como os outros vão reagir. Eu ativei o modo silencioso para os outros, enquanto as minhas ações tiver interferindo somente na minha vida vai ser do jeito que eu quero, que eu penso e fim. E digo isso para as opiniões estou aberta para ouvir todas quando forem solicitadas, mas isso não significa que eu vou segui-las, só eu sei o que é bom para mim, então vou filtrar as opiniões que agradam somente a mim.

Claro que eu ativei o modo silencioso para  os outros, mas também ativei o modo do bom censo. Vou continuar a me policiar nas coisas que eu falo, nas coisas que eu visto, mas temos que vê até onde esse policiamento pode interferir na nossas vida. Até onde vai o policiamento e o seu querer!

Muitas vezes compramos e usamos coisas, que não condizem com o que somos, só para poder ser 'aceitos' nesse padrão que a sociedade impõem em nossas mentes e buscando uma felicidade que é momentânea que essa aceitação proporciona de imediato, só que a longo prazo isso não faz bem, você vai perceber que essa felicidade é inexistente e que você se perdeu em meio a tantos padrões.

Até hoje eu me lembro que deixei passar tantas coisas, inclusive meu blog que eu tanto gosto tanto me identifico, com receio do povo me achar infantil e  fútil, por ter um blog e esse é o motivo principal por ter passando tanto tempo sumida,  eu estava com vergonha de ser eu, de fazer aquilo que me faz bem, e esse foi o limite, foi onde eu parei e reparei que estava perdida em tantos padrões.


Hoje somos identificados com o nosso numero de RG e CPF que nos toram único e porque não agir como único?  Foi desse raciocínio que eu resolvi ser eu ao extremo, então considere o fato de encontrar uma pessoa com retardo mental na rua porque ela só estava sendo feliz da sua maneira. E deixa quase esqueci essa pessoa vai ser eu.

Guarde isso no coração, só nos sabemos a nossa importância, a nossa essência e o nosso valor, faça aquilo que lhe traga felicidade, que lhe traga muitos sorrisos e risos de você mesmo, se as coisas derem errado pelo menos você foi feliz fazendo aquilo, o nosso tempo é curto demais para ficarmos nos policiando, saiba sempre a sua importância.


SEJA VOCÊ DA PLANA DOS PÊS ATÉ O ULTIMO FIO DE CABELO, DO INICIO AO FIM. 












0 comentários:

Postar um comentário

T